Feliz feliz feliz, dia da criança!

Erra quem acha que criança tem muito o que aprender. Ultimamente tenho visto crianças ensinando adultos a terem bons modos, a valorizar as coisas simples que no dia a dia acabam ficando pra depois e depois e depois, e vez ou outra, pra “se um dia der tempo”.

Na infância vemos as coisas como elas são, o julgamento não parte de um principal interesse, é honesto.

É nessa fase da vida que os preconceitos só existem quando são impostos por opiniões de adultos. É na infância que 365 dias demoram tanto pra passar, 24 horas são eternas, dá pra brincar de tanta coisa né? É na infância que cada nova palavra é motivo de festa, é conquista comemorada com muitos beijos e abraços, é recompensa por bom comportamento. E em troca disso tudo, os adultos se olham e pensam: que fase boa, como é bom ser criança.

Mas nunca é tarde pra se inspirar em pessoinhas que nos mostram a cada dia o sentido real da vida, aquele que esquecemos um pouquinho em cada aniversário que fazemos e substituímos por obrigações, preocupações, frustrações.