Receita Fit: Vulcãozinho por Izabella Wagner

Depois da receita de Floresta Negra da Bella, agora é a vez do “Vulcãozinho Fit”. Como já comentado em outra matéria, a Izabella Wagner publica no ig dela no Instagram, diversas receitas que são feitas com ingredientes diferenciados. A receita pode ser a mais gorda possível, ela consegue fazer virar fit. Segundo ela “essa receita é fácil de fazer e rende duas porções médias”.

fit

Ingredientes

  • Farinha de trigo Sarraceno/mourisco (ou outra de sua preferência, mas que seja funcional);
  • 150 g de frango cozido (ou atum, carne, lombinho);
  • 3 claras de ovo;
  • Fermento natural ou em pó;
  • 2 pedaços de abóbora cozida (ou couve, brócolis);
  • Sal rosa a gosto;
  • Mrs Massa original a gosto;
  • Gergelim torrado;
  • Óleo de coco.

Modo de preparo

Misture bem em uma tigela duas colheres de sopa de farinha funcional, as 150 gramas de frango cozido e picado, as três claras de ovo, uma colher de sobremesa de fermento, os dois pedaços de abóbora cozida e amassada, uma colher de gergelim torrado, e por fim, o sal e Mrs. Massa original a gosto. Depois unte com o óleo de coco duas forminhas de silicone (de preferência as que tenham um furo no meio). Despeje a massa e deixe 30 minuto no forno em temperatura média. Após isso, desinforme e recheie com um creme vegetal e polvilhe com gergelim torrado.

Guia Folha anuncia Melhores de 2015

O Guia Folha, sessão cultural do jornal Folha de S. Paulo, divulgou a lista dos Melhores do Ano das categorias cinema, concertos, dança, shows, exposições, crianças, noite, bares, teatro e restaurantes.  Em cada categoria, um juri especializado e o público decidem os principais destaques de 2015.

Categoria Cinema

O júri elegeu Divertida Mente de Pete Docter e Ronnie Del Carmen, como o melhor filme estrangeiro do ano. Já os eleitores do “Guia” votaram em “Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)” de Alejandro González Inãrritu, com 52 votos. Mais detalhes!

divertida-mente-dublado

Como melhor mostras de cinema do ano, a escolhida pelo júri foi “Jean-Luc Cinéma Godard” já os leitores votaram no “In-Edit Brasil – 7º Festival do Documentário Musical”.  Mais detalhes!

melhor filme nacional na opinião do júri foi o documentário “Últimas Conversas” de Eduardo Coutinho. Já o filme mais votado pelos leitores foi “Que Horas Ela Volta?” de Anna Muylaert. Mais detalhes!

Categoria Concertos

A peça “Gurre-Lieder” interpretada pela Osesp e regida por Isaac Karabtchevsky foi eleita como o melhor concerto nacional pelo júri. Os eleitoras escolheram a apresentação da Orquestra Sinfônica Heliópolis, regida por Isaac Karabtchevsky com Quaternaglia. Mais detalhes!

concerto

Como concerto estrangeiro melhor do ano, a apresentação da Orquestra do Festival de Budapeste, a qual é regida pelo maestro Iván Fischer foi a eleita pelo júri. E o espetáculo da Filarmônica de Lemberg, junto com a Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, foi a escolhida como o melhor do ano pelo público. Mais detalhes!

Na opinião do júri, a melhor ópera do ano foi “Thaïs” criada por Jules Massenet (1842-1912) e encenada no Theatro Municipal em julho e agosto. Já para o público que votou, a melhor do ano foi “Polly – A Ópera do Mendigo parte 2” encenada pelo Núcleo Universitário de Ópera (NUO). Mais detalhes!

Categoria Dança

A coreografia “Dança Sinfônica” do Grupo Corpo, assinada por Rodrigo Pederneiras, que marcou as celebrações de 40 anos da Cia, foi a eleita pelos jurados. “Indigo Rose” da São Paulo Companhia de Dança, foi a escolhida pelo público. Mais detalhes!

grupo corpo

Categoria Shows

O festival mais votado pelo júri especializado e escolhido como o melhor do ano foi “Popload Festival”, o qual a terceira edição ocorreu em outubro. “Lollapalooza“, festival que aconteceu em março, foi o mais votado pelo público. Mais detalhes!

shows

Como show nacional melhor do ano, “A Mulher do Fim do Munfo” de Elza Soares foi eleito pelo júri. Já o público deu mais votos para a banda Los Hermanos, a qual não lança um novo álbum há dez anos. Mais detalhes!

Já o show estrangeiro melhor do ano na opinião do júri foi a apresentação do ex-Pink Floyd David Gilmour. Para o público, a melhor apresentação foi do grupo norte-americano de indie rock Imagine DragonsMais detalhes!

Categoria Exposições 

A Galeria Estação foi a que mais recebeu votos do júri considerada a melhor do ano. A Estação fica em Pinheiros e preserva a memória do imaginário do povo brasileiro, com um acervo de arte popular. Já os leitores, deram 65 votos e escolheram como a melhor do ano, a Galeria Virgílio, também em Pinheiros. Mais detalhes!

galeria

A melhor exposição do ano de acordo com o voto dos jurados foi a mostra “Terra Comunal – Marina Abramovic – MAI” que estreou em março no Sesc Pompeia. Para os leitores do “Guia” a melhor do ano foi “Kandinsky: Tudo Começa num Ponto” que ficou em cartaz no Centro Cultural do Banco do Brasil. Mais detalhes!

Categoria Criança

Os júri especializado, elegeu como melhor passeio infantil o parque KidZania, o qual simula uma cidade onde as crianças podem brincar de trabalhar como bombeiros, policiais, médicos, jornalistas e ainda gastar dinheiro de mentirinha. Já o público deu mais votos para o Espaço de Leitura do parque da Água Branca. Mais detalhes!

crianças

Como melhor peça infantil do ano, os jurados elegeram “Mas Por Quê??! A História de Elvis” dirigida por Renato Linhares. Em contrapartida, “Refugo Urbano” foi a mais votada pelo público. A peça tem direção de Suzana Aragão. Mais detalhes!

Categoria Festa

A Selvagem foi eleita como a melhor festa do ano pelos jurados especializados. A balada costuma ocorrer aos domingos na praça Dom José Gaspar. Já o público escolheu como a melhor do ano, a festa Gambiarra, balada que recebe atores e público ligado às artes. Mais detalhes!

balada

O título de melhor clube de acordo com o voto dos jurados, ficou com The Year, espaço que foi inaugurado em outubro e possui curadoria musical de Chico Cornejo.  Entretanto, o Club Yacht foi o escolhido pelo público, a qual possui cores azul, cinza e prata nas paredes da casa, que simulam cascos de navio. Mais detalhes!

Categoria Bares

Como melhor novo bar, Frank Bar foi o escolhi pelo júri. A casa, instalada no hotel Maksoud Plaza, presta uma homenagem a Frank Sinatra. O público escolheu a São Paulo Tap House, que possui 40 torneiras de chope com rótulos nacionais. Mais detalhes!

bar

Categoria Teatro

A melhor peça nacional do ano, de acordo com os jurados, foi “O Homem Primitivo” com Pedro Cardoso e Graziella Moretto. O público escolheu o espetáculo dirigido por Pedro Garrafa e encenado por Flávia Garrafa, intitulado “Fale Mais sobre Isso“. Mais detalhes!

teatro

A peça suíça “Stifters Dinge” que fez parte da Mostra Internacional de Teatro de São Paulo foi eleito como a melhor peça internacional pelo júri. O público elegeu a peça argentina “Wayra” do grupo Fuerza Bruta. Mais detalhes!

Já a peça “Urinal” foi a escolhida pelo júri como melhor musical do ano. A adaptação de uma comédia americana é dirigida por Zé Henrique de Paula. O público deu mais votos para “Nuvem de Lágrimas” que é inspirado no romance “Orgulho e Preconceito” da inglesa, Jane Austen. Mais detalhes!

Categoria Restaurantes 

O melhor restaurante do ano, escolhido pelos jurados especializados da “Guia” foi o italiano Nino Cucina, o qual abriu as portas em agosto, sob comando do chef Rodolfo De Santis. Para os leitores, o melhor escolhido foi UN Restaurante, de cozinha japonesa, é tocado por Tadashi Shiraishi. Mais detalhes!

restaurante

 

Espumantes e champanhe para brindar o ano novo

Para quem ainda não comprou o espumante ou champanhe para brindar 2016 – que está logo aí – aqui tem algumas dicas que separei pra vocês com a ajuda de um amigo* apreciador de um bom espumante e um bom vinho.

Aurora moscatel –  R$ 26,45
Corpo leve, paladar doce, delicado e apresenta grande equilíbrio entre doçura e acidez. O aroma é adocicado com notas florais e de mel. Combina com sobremesas como fondue de chocolate, cheesecake, tiramisú e torta de maçã. Também acompanha muito bem risoto de gorgonzola, lasanha aos quatro queijos e queijo roquefort.

Aurora Moscatel

Cave Pericó Rosé BrutR$ 46,00
Corpo leve, com aroma de frutas vermelhas e florais que lembram rosas, e paladar frutado. Combina com aperitivos, coquetéis, antepastos, frutos do mar, culinária oriental, carnes brancas, queijos e especialmente comida vegetariana.

Pericó

Chandon Rèserve BrutR$ 65,15
Corpo médio, paladar que lembra frutas cítricas, maçã verde e frutas secas, e o aroma tem características florais e frutadas com uma nuance de pão fresco. Combina com frutos do mar, especialmente com sushis e sashimis e saladas de verão.

chandon

Cava Freixenet Carta Nevada Semi SecoR$ 69,90
Corpo médio, com aroma floral e de frutas cítricas, e paladar refrescante. Combina com canapés a base de peixe, frutos do mar, ceviches de peixe branco, salmão assado e queijos de massa mole, além de salgadinhos de festa e sanduíche.

frei

Champanhe Vollereaux BrutR$ 159,00
Possui aroma cítrico e floral e paladar cítrico refrescante. Combina com carnes, peixe e sobremesas como frutas em calda.

lg_3827

*Escolha dos espumantes e champanhe: Bruno Callado.